GOVERNO DOS AÇORES REFORÇA CAPACIDADE DE ARMAZENAMENTO DE ÁGUA AO SETOR AGRÍCOLA NA ILHA DO CORVO

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou hoje, no Corvo, que a inauguração do reservatório de Entre Cancelas, que vai beneficiar diretamente 41 explorações agrícolas, é um investimento que permite reforçar em 100 metros cúbicos a capacidade de armazenamento de água destinada ao setor agrícola nesta ilha, potenciando o seu desenvolvimento.

“Este é mais um investimento que colocamos ao serviço do setor agrícola, no caso particular ao serviço dos agricultores do Corvo. Trata-se de um projeto especial, desde logo, porque foi o primeiro investimento que a IROA fez diretamente nesta ilha e que vem contribuir para reforçar a capacidade de armazenamento de água”, referiu João Ponte.

No segundo dia da visita estatutária do Governo Regional à ilha do Corvo, o governante destacou que este investimento constitui um bom exemplo da parceria que tem existido com a Câmara Municipal do Corvo no sentido de “juntos construirmos um melhor futuro para o setor agrícola” e proporcionar as infraestruturas agrícolas necessárias ao bom desempenho do setor.

“Este investimento insere-se no conjunto de outros investimentos que o Governo dos Açores está a realizar por toda a Região para dar melhores condições de trabalho aos agricultores, qualificar o setor para os desafios que vamos ter no futuro”, salientou João Ponte, acrescentando que, só na atual legislatura, serão investidos mais 14 milhões de euros em infraestruturas agrícolas do que na legislatura anterior, o que dá bem nota da aposta que tem sido feita pelo Executivo no setor.

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas referiu também que, ao nível da produção de carne nos Açores para exportação, houve, em termos médios, na atual legislatura um crescimento de 18% e, na área da diversificação agrícola, tão importante para substituir importações e reforçar as exportações, houve um crescimento de 30%.

“Estes são dois indicadores positivos, mas o Governo dos Açores quer fazer mais e melhor para ajudar os agricultores na sua atividade, a reduzir custos de produção e capacitar o setor para os desafios do futuro e tornar o setor cada vez mais atrativo aos jovens, daí que tenha já implementado um conjunto diversificado de medidas”, disse João Ponte, apontando como exemplo a criação do programa Jovem Agricultor, o Regime Jurídico da Cessação da Atividade Agrícola, o PROAGRI e i9AGRI, bem como o Estatuto da Agricultura Familiar, aprovado este mês no Parlamento regional.

O governante afirmou ainda que, durante a atual legislatura, o Governo dos Açores teve de dar respostas a situações inesperada, como a seca em 2018, o furacão Lorenzo em 2019 e agora a pandemia, apoiando os agricultores a minimizar quebras de rendimento, a alimentar os animais, entre outras, o que contribuiu para manter o desenvolvimento do setor agrícola num ritmo de crescimento.

“Tudo isso foi possível devido ao empenho e ao esforço dos nossos agricultores, bem como ao trabalho de parceria que tem sido feito com as organizações de produtores, associações agrícolas e cooperativas”, considerou João Ponte, que também reuniu hoje com a direção da Associação Agrícola do Corvo para analisar os efeitos da pandemia na agricultura do Corvo.

Fotos: © GaCS/JAR | GaCS/RM/PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s