PRAIA DA VITÓRIA: PACOTE DE MEDIDAS DE RETOMA ECONÓMICA APESENTADO PELO PSD CHUMBADO EM REUNIÃO DE CÂMARA

Os vereadores do PSD na Câmara Municipal da Praia da Vitória levaram à reunião camarária de ontem, segunda-feira, 18 de maio, um pacote de medidas extraordinárias a implementar pela autarquia com vista à retoma económica face à crise COVID-19, que afirmam “que só terão o impacto pretendido se, em primeiro lugar, se garantir que os compromissos desta Câmara com fornecedores, funcionários, juntas de freguesia e demais instituições estejam saldados”.

Cláudia Martins e Rui Espínola destacam “a resiliência do tecido empresarial praiense neste período difícil”, propondo por isso ao executivo camarário a realização de “uma campanha promocional de incentivo ao consumo local, com forte divulgação nos diversos meios de comunicação, apoiando os estabelecimentos do concelho e criando mesmo um cartão eletrónico de fidelização de clientes, e outras promoções, para o comércio local”.

“Também a aquisição de todos os bens e serviços pela Câmara deve ser feita de forma diversificada em empresas com sede social na Praia da Vitória”, sustentam os social democratas, que pretendiam “agregar as várias empresas locais numa plataforma digital, de acesso fácil e generalizado, para melhor promover os seus produtos e serviços, incluindo os serviços extraordinários para compensar as restrições Covid-19, como o take-away ou as entregas ao domicílio”.

Os dois vereadores do PSD defenderam, ainda, em sede de reunião camarária, complementaridade no apoio já prestado aos comerciantes na aquisição de material de proteção individual e de desinfeção com “a disponibilização de um Kit de combate à Covid-19 a cada estabelecimento com atendimento ao publico ou a criação do selo que o identifique como estabelecimento responsável na luta contra a Covid-19”.

O pacote de medidas apresentado ao executivo compreendia também a isenção, até ao final de setembro, da taxa municipal de ocupação da via pública por esplanadas para estabelecimentos de restauração e bebidas, período em que continuaria suspenso o pagamento de parquímetros no centro da cidade.

O pacote social democrata defendia ainda uma estratégia concertada, com a SDEA e a Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo, para promover as empresas do concelho com capacidade de exportação, através de uma missão empresarial à diáspora em 2021.

“Defendíamos também um reforço da capacidade de resposta das juntas de freguesia a problemas locais, com pagamentos imediatos de valores protocolados, reforço no apoio financeiro às mesmas, a criação de um fundo de emergência social local, e a isenção do pagamento da fatura da Praia Ambiente para os próximos três meses”, dizem os vereadores do PSD citados em nota de imprensa.

A proposta preconizava ainda “um apoio extraordinário de mil euros às instituições culturais e recreativas sedeadas no concelho, com uma majoração de igual valor para as Filarmónicas praienses”.

O pacote social democrata previa por fim, na impossibilidade de se realizar as Festas da Praia 2020 no seu formato tradicional, que 130 mil euros do total da verba destinada às festividades fossem redirecionados para as medidas que acabavam de apresentar.

“Lamentamos que o executivo socialista tenha voltado a chumbar as nossas propostas, por considerar que iriam duplicar a ação do Governo Regional e de outras entidades, colocando mais uma vez a responsabilidade da resolução dos problemas do Município na mão de terceiros”, acusam Cláudia Martins e Rui Espínola.

Foto: © PSD-A | PSD-A/PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s