COVID-19: PLANO DE CONTIGÊNCIA DA DIOCESE DE ANGRA NÃO RECOMENDA CANCELAMENTO DE MISSAS

A Diocese de Angra pôs em marcha o seu plano de contingência face à pandemia Covid-19, recomendando o cancelamento de atividades que envolvam a participação de pessoas fora da região. O plano, para já, não deixa qualquer recomendação para cancelamento de celebrações litúrgicas, deixando contudo aos párocos “a melhor decisão”.


A diocese de Angra decidiu recomendar o cancelamento de todas as atividades promovidas por movimentos e instituições ligadas à igreja, que envolvam pessoas de fora da região, até à Páscoa, mantendo apenas as atividades de catequese que acompanharão as opções tomadas para a escola pública e as celebrações litúrgicas, informa uma notícia em destaque no portal diocesano “Igreja Açores”, publicada esta quinta-feira, 12 de março.

“As entidades diocesanas e demais pessoas coletivas canónicas promotoras de eventos que envolvam participantes de fora da Região Autónoma dos Açores devem cancelar as suas atividades programadas até à Páscoa, bem como devem ser evitadas as deslocações para fora da região” escreve-se na publicação citando um comunicado assinado pelo Vigário Geral e enviado para todas as instâncias da igreja diocesana.

A Cúria recomenda ainda que durante a Quaresma, período que a Igreja vive por estes dias, para não serem celebrados comunitariamente as tradicionais celebrações da Santa Unção por se destinarem a um grupo vulnerável e doente. Por outro lado, o comunicado deixa ainda recomendações para a sexta-feira santa, concretamente para a adoração da cruz que deve ser feita “com a genuflexão do joelho ou inclinação e não através da habitual osculação”.

Segundo enquadra a notícia, “as recomendações da diocese surgem em articulação com as medidas que o Governo Regional recentemente tomou, através da autoridade de saúde e também as medidas já sugeridas pela Conferência Episcopal Portuguesa que recomendou a supressão do abraço da paz nas missas, a comunhão na mão e o esvaziamento das pias de água benta”.

No entanto, a diocese, para já, não deixa qualquer recomendação para cancelamento de celebrações litúrgicas, deixando contudo aos párocos “a melhor decisão”.

Foto: © DR | IA/PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s