CONFERÊNCIA AÇORES PRIMEIRO – TODOS CONTAM: O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL NECESSITA DE PENSAMENTO CRIATIVO

Foto: © MAP

Segundo a bióloga Carla Gomes, mais do que o pensamento crítico, a resposta para os desafios de um desenvolvimento mais sustentável passa pelo “pensamento criativo”, cuidadoso e promotor de empatia.


O movimento “Açores Primeiro! Todos Contam” realizou no passado sábado, 01 de fevereiro, no Azoris Royal Garden Hotel, em Ponta Delgada, ilha de São Miguel, uma conferência subordinada à temática “Desenvolvimento Sustentável”.

A Comissária do Movimento para o tema, a bióloga faialense Carla Gomes, que dirigiu a sessão, afirmou, na sua intervenção de abertura, baseando-se no Relatório Comum de 1987 da ONU, que o conceito de “Desenvolvimento Sustentável” traduz-se na utilização dos recursos, “de maneira a que as gerações presentes estejam satisfeitas mas que gerações futuras também o possam fazer”, deu como exemplo os povos indígenas que já praticavam o desenvolvimento sustentável, quando ao colherem uma planta, garantiam que existia uma outra.

Chamou ainda a atenção para o facto do pensamento crítico já não ser por si só suficiente para responder aos desafios. “Temos de ter o pensamento criativo, cuidadoso, aquele que promove empatia, que nos coloca no lugar um do outro, se calhar assim conseguimos ter um desenvolvimento mais sustentável”, afirmou.

Já para a oradora Rita Amaral, engenheira civil micaelense, que foi a representante jovem de Portugal na 75ª Assembleia Geral das Nações Unidas, que interveio a propósito do “desenvolvimento sustentável dos Açores, centrado na importância da água”, sublinhou que os Açores são “reconhecidos como um exemplo de desenvolvimento sustentável, e devem continuar a sê-lo”, no entanto, salientou, “a boa gestão da água é fundamental para se atingir esse desenvolvimento pelo impacto que representa na saúde pública, no ambiente e na economia”, neste campo há muito a fazer, quer na conservação das redes quer nos próprios modelos tarifários.

O Professor Doutor Rui Gomes Pedro, professor associado da Universidade Sorbonne Paris, considerou que “desenvolvimento sustentável não é ecologia, não é societal, mas sim um trabalho em comum”, uma vez que “um ator de desenvolvimento sustentável é um ator economicamente responsável”.

Na ocasião foram ainda apresentados os Comissário de Ilha de São Miguel, João Teixeira, Professor na Universidade dos Açores, e o Comissário Executivo de Ilha, André Ávila, licenciado em Serviço Social, que assumem a responsabilidade de promoverem o debate acerca da especialização eficiente da ilha de São Miguel.

O movimento “Açores Primeiro! Todos Contam” é uma iniciativa do PS/Açores de participação cívica “transpartidária” que visa envolver todos os açorianos na definição dos desafios de futuro da Região, envolvendo todos na identificação dos problemas e na descoberta de soluções.

Foto: © MAP | MAP/PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s