GOVERNO VAI CONTINUAR REVISÃO DO PROGRAMA POSEI EM 2021

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou, na ilha Terceira, que, apesar das alterações introduzidas no programa POSEI nos últimos três anos, com benefícios concretos para a agricultores, o Governo está empenhado em rever, em articulação com a Federação Agrícola dos Açores e demais parceiros do setor, este programa para 2021, de modo a continuar a servir melhor os agricultores.

A continuação da restruturação do setor do leite, permitindo a reconversão de explorações mais pequenas e dos agricultores mais idosos para explorações de carne, com a atribuição de direitos de vacas aleitantes, ou ainda a revisão do prémio ao abate, com critérios de qualidade e alinhados com a estratégia de valorização da carne dos Açores, foram alguns exemplos apontados sábado, 11 de janeiro, na Terceira, na apresentação das alterações do programa POSEI para 2020, perante mais de duas centenas de agricultores.

João Ponte recordou ainda que o reforço com verbas regionais do programa POSEI, que foi decidido no último ano, referente às produções agrícolas de 2018, no prémio ao abate, bem como na ajuda à manutenção da vinha, para reduzir as taxas de rateios a valores inferiores a 10%, constitui mais um exemplo de que “o Governo dos Açores está sempre ao lado dos agricultores”.

O governante salientou que o POSEI tem sido um instrumento estratégico essencial para ajudar à coesão territorial e à manutenção da atividade agrícola nas zonas rurais e de estímulo ao desempenho das pequenas explorações agrícolas, permitindo que nos Açores 85% dos produtores de carne de bovino e 43% dos produtores de leite tenham recebido a ajuda sem qualquer redução.

AGRICULTORES DEVEM APROVEITAR AVISOS DO PRORURAL+ PARA SE MODERNIZAREM

Já no domingo, 12 de janeiro, João Ponte lançou um desafio aos agricultores para aproveitarem os últimos avisos do PRORURAL+ do atual Quadro Comunitário de Apoio, orientados para a modernização das explorações agrícolas e para projetos de primeira instalação.

“Está a decorrer o período de candidaturas a dois avisos do PRORURAL+, para projetos de investimento de modernização das explorações agrícolas e de projetos de primeira instalação de jovens agricultores, com o objetivo de melhorar o desempenho e a eficiência das explorações e continuar o processo de rejuvenescimento do setor com a entrada de mais jovens, algo que é fundamental para assegurar o futuro da agricultura na ilha Terceira”, afirmou o secretário regional da Agricultura e Florestas, à margem da visita ao mercado agrícola da Terceira, em Angra do Heroísmo.

A 28 de novembro foram abertos dois avisos, com uma dotação global de cinco milhões de euros, para projetos de modernização das explorações agrícolas e apoio à primeira instalação de jovens agricultores, decorrendo o prazo para apresentação de candidaturas até 28 de fevereiro.

João Ponte destacou que, no atual Quadro Comunitário de Apoio, que apresenta uma taxa de execução de 67%, foram aprovados cerca de 260 projetos de modernização de explorações agrícolas na ilha Terceira, num investimento global superior a 32 milhões de euros e entraram para a agricultura 70 jovens, cujos projetos de primeira instalação foram apoiados, o que dá bem nota do dinamismo e da confiança no futuro deste setor.

Para o Secretário Regional, estes indicadores são um sinal evidente e inequívoco da aposta e do esforço que os agricultores fizeram para melhorar as suas condições de trabalho e reduzir os custos de produção.

Relativamente ao mercado agrícola da ilha Terceira, que vai ser alvo de obras de melhoria, João Ponte considerou ser uma infraestrutura onde é possível observar todo o dinamismo do setor.

Em março, aquando de uma visita a este espaço, localizado na Vinha Brava, João Ponte anunciou a realização de obras, com o intuito de tornar a exposição dos produtos locais e regionais mais apelativa e funcional, tanto para quem compra, como para quem vende.

“Este espaço, na perspetiva do Governo dos Açores, necessitava de pequenos melhoramentos, com vista a dotar o mercado de melhores condições de exposição dos produtos, bem como condições de proteção dos bens dos próprios vendedores”, salientou, revelando que se prevê que a obra esteja concluída durante o primeiro semestre deste ano.

GaCS/RM/PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s