APOSTA NO CLUSTER DO MAR DOS AÇORES É DECISIVA, SUBLINHA MANUEL SÃO JOÃO

O Secretário Regional do Mar e das Pescas considerou na quarta-feira decisiva a aposta do Governo Regional dos Açores no Cluster do Mar dos Açores, investimento de 32 milhões ao abrigo do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

“Os investimentos no novo navio de investigação oceanográfico ao serviço da Região Autónoma dos Açores e o Tecnopolo Martec como centro de investigação nas valências já definidas constituem uma aposta decisiva na execução e consolidação do denominado cluster do mar dos Açores”, referiu Manuel São João, na sessão destinada a assinalar o Dia Nacional do Mar, que decorreu na Escola do Mar dos Açores, na Horta.

“Como é sabido, e pensamos que pacificamente aceite, nos sistemas democráticos, incumbe à administração, no caso a regional, a definição das políticas em cumprimento do programa de governo, sendo que para o XIII Governo dos Açores a economia do mar é um eixo condutor do nosso desenvolvimento, atento, desde logo, que o mar dos Açores contribui decisivamente para a afirmação de Portugal como pais atlântico”, acrescentou o Secretário Regional do Mar e das Pescas.

Manuel São João recordo que “a Horta e a ilha do Faial, além dos investimentos referenciados, navio de investigação oceanográfico e Tecnopolo Martec, possui grande ativo no que a toda a atividade marítima respeita”, referindo-se à Escola do Mar dos Açores.

“O certo é que a Escola do Mar dos Açores, enquanto centro de formação para profissões marítimas, está para os Açores como a Escola Náutica de Sagres, imaginária ou não, esteve para a projeção dos descobrimentos portugueses”, prosseguiu.

E concretizou: “Cabe-nos prosseguir o trabalho que tem sido desenvolvido por todos quantos desempenharam funções nesta escola, provando que, com o XIII Governo Regional dos Açores, as pessoas que servem as instituições mas jamais se servem delas”.

© GRA | Foto: SRMP | PE