DIA DA EUROPA É MOMENTO PARA REFORÇAR POSIÇÃO DOS AÇORES, DIZ JOSÉ MANUEL BOLIEIRO

O presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, disse esta segunda-feira, Dia da Europa, que a posição geoestratégica da região é de “centralidade planetária”, nomeadamente por via do espaço marítimo.

“Acrescentamos e damos valor a Portugal e à União Europeia”, sublinhou o presidente do Governo, citado em nota do Governo, que falava após uma sessão, na Escola Profissional das Capelas, em São Miguel, destinada a assinalar o Dia da Europa.

“Temos de projetar cada vez mais a nossa integração europeia como algo que acrescenta valor à União, e sobretudo no que diz respeito às economias do futuro e às transições que se afiguram essenciais”, casos da digital ou da climática, vincou José Manuel Bolieiro.

A ideia de desenvolvimento sustentável “tem moradia nos Açores”, acrescentou ainda o governante, para quem a qualificação profissional e as condições laborais devem ser também um desígnio europeu, “em vez de se aproveitarem fundos comunitários” para vínculos precários.

Os envelopes financeiros a chegar à região, acrescentou ainda, devem ser orientados para o “sucesso” dos cidadãos, de forma a ser garantido um caminho de “convergência” dos Açores com os indicadores europeus.

“É verdade que não é uma tarefa fácil, mas com políticas acertadas o nosso objetivo é promover esta convergência, e por isso defendemos uma autonomia de resultados”, declarou.

O atual cenário de guerra no leste europeu mereceu também palavras de José Manuel Bolieiro, que pediu que ninguém dê “nada por adquirido”, seja a paz ou a própria democracia.

Perante dezenas de alunos da Escola Profissional das Capelas, o governante lembrou que o espaço será transformado num Centro de Qualificação dos Açores, de elevada competência técnica tendo em vista a qualificação dos açorianos para a empregabilidade.

© GRA | Foto: MM/GRA | PE