CTT LANÇAM POSTAIS, SELO E CARIMBO ALUSIVOS ÀS PRIMEIRAS JORNADAS DO VINHO VERDELHO DOS BISCOITOS

Numa iniciativa conjunta da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos (CVVB) e do Núcleo Filatélico de Angra do Heroísmo, em parceria com os Correios de Portugal (CTT), será lançada no próximo dia 22 de abril, uma edição de postais, sendo também emitidos selo e carimbo, comemorativos das 1.ªs Jornadas do Vinho Verdelho dos Biscoitos.

As 1.ªs Jornadas do Vinho Verdelho dos Biscoitos decorrem de 22 a 25 de abril, com sessões alternadas nos Biscoitos, em Angra do Heroísmo e na Praia da Vitória. O evento tem o alto patrocínio da Presidência do Governo dos Açores e apoios das autarquias de Angra, Praia, Junta de Freguesia dos Biscoitos e outras entidades.

A cerimónia de oposição do carimbo de “primeiro dia” ocorrerá “na manhã do dia 22, após a Sessão de Abertura das Jornadas, na freguesia dos Biscoitos”, revela a CVVB em nota de imprensa, assinalando que esta iniciativa “é também uma forma de celebrar a Região Demarcada dos Biscoitos”.

Toda a correspondência circulada pelo posto dos correios dos Biscoitos, acrescenta a nota, “durante os dias do evento, será também obliterada com esse mesmo carimbo comemorativo”.

O verdelho é a casta de excelência dos Açores e conhece atualmente produção maior no Pico, e em menor escala na Graciosa e na Terceira. Nesta última resiste uma importante mancha, nos Biscoitos, cuja produção, depois de quase extinta, na segunda metade do século passado, tem vindo a crescer, atingindo já, anualmente, mais de 12 000 litros, entre vinhos de mesa e licorosos.

Entre 2009 e 2019 a área de vinha reestruturada na Terceira, maioritariamente na freguesia dos Biscoitos, atingiu os 30 hectares, com recurso a castas como o Verdelho (61,56%), Arinto dos Açores (22,26%), e outras com menor índice.

Com um volume de aproximadamente 487.000 litros produzidos na campanha de 2020/2021, aptos a certificação como DO e IG, os vinhos certificados dos Açores representam apenas 0,45% do total de vinhos certificados transacionados no mercado nacional.

Na localidade, existe um Museu do Vinho, da Casa Agrícola Brum, com espaço etnográfico composto por um extenso espólio dedicado à cultura da Vinha e do Vinho nos Açores, uma Adega Cooperativa que congrega cerca de 70 produtores de verdelho, algumas adegas individuais, e uma adega experimental, do Governo Regional.

© CVVB | Imagens: CVVB | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s