UGT/AÇORES QUER “DEVOLUÇÃO PROGRESSIVA” DOS RENDIMENTOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

O líder da UGT/Açores, Francisco Pimentel, defendeu esta segunda-feira a “devolução progressiva” do rendimento dos trabalhadores da administração pública que estão com as carreiras congeladas há dez anos, a propósito da elaboração do Orçamento da região para 2022.

“A nossa preocupação é que haja uma devolução progressiva dos rendimentos do trabalho aos trabalhadores. Ao nível da administração pública em particular, [os trabalhadores] foram ‘comidos’ por dez anos de congelamentos na administração pública”, afirmou.

Francisco Pimentel falava na sede da Presidência do Governo dos Açores, em Ponta Delgada, após uma audiência com o líder do executivo açoriano, José Manuel Bolieiro, no âmbito da elaboração do Plano e Orçamento da região para 2022.

O líder da UGT/Açores disse ter existido “recetividade” por parte de Bolieiro quanto ao descongelamento das carreiras na administração pública.

Francisco Pimentel defendeu um “aumento líquido” dos rendimentos dos trabalhadores açorianos, através do reforço dos complementos regionais do abono de família e de pensão.

“A nossa preocupação é devolver rendimentos e aumentar o rendimento dos trabalhadores. Pode-se fazer de duas maneiras: através da redução da carga fiscal e também através do Orçamento da região”, assinalou.

O responsável pela central sindical no arquipélago enalteceu ainda a redução do Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Singulares (IRS) até ao máximo permitido por lei a partir de 01 de janeiro de 2022, conforme aprovado no Orçamento da região para 2021.

O Plano e o Orçamento dos Açores para 2022, os segundos da atual legislatura, vão ser discutidos até ao final no ano na Assembleia Legislativa Regional.

O Orçamento dos Açores para 2021 é de cerca de 1.900 milhões de euros, dos quais 165,7 milhões destinados ao transporte aéreo e à reestruturação da SATA, “um verdadeiro orçamento de exceção”, segundo disse em março o secretário das Finanças, Bastos e Silva.

O Plano e o Orçamento da região para 2021 foram aprovados em abril com os votos favoráveis do PSD, CDS-PP, PPM, IL e Chega e a abstenção do PAN.

© Lusa | Foto: DR | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s