AUTÁRQUICAS 2021: COLIGAÇÃO PSD/CDS-PP/PPM CANDIDATA JOÃO PEDRAS À CÂMARA E PAULO ESTÊVÃO À ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE VILA DO CORVO

João Pedras, funcionário do grupo parlamentar do PPM/Açores e ex-chefe dos serviços de administração escolar da Escola Mouzinho da Silveira, é o candidato da coligação “Unidos pelo Corvo” que reúne o PSD, CDS-PP e PPM, à presidência da Câmara Municipal de Vila do Corvo, às eleições autárquicas agendadas para o próximo dia 26 de setembro.

Ao órgão deliberativo (Assembleia Municipal) a lista da coligação de direita é encabeçado pelo coordenador regional do PPM/Açores e deputado na Assembleia Legislativa dos Açores, Paulo Estêvão.

Na nota de imprensa hoje enviada às redações, “a coligação assume que o objetivo é, claramente, ganhar a Câmara Municipal do Corvo e iniciar um novo ciclo de políticas que resolvam os graves problemas que o concelho enfrenta a nível da habitação, da fixação da população na ilha e das lacunas que persistem em muitas áreas da economia local”.

Para a coligação “Unidos pelo Corvo”, o Governo da coligação PSD/CDS-PP/PPM, que governa atualmente os Açores, “tem vindo a realizar um trabalho muito positivo na ilha do Corvo”. Do qual, a coligação destaca: “o reforço da presença da administração regional direta na ilha do Corvo, que permitirá melhorar muito significativamente as respostas em áreas como a agricultura, a habitação, a segurança social, a juventude, o ambiente, a cultura, o desporto ou as obras públicas”. Além disso, acrescenta a coligação, “s ilha do Corvo passou a contar, de acordo com as novas orgânicas das secretarias regionais, com serviços periféricos autónomos em todas estas áreas, tal como já sucede em todas as outras ilhas”. Por fim, no que diz respeito ao problema do transporte marítimo de mercadorias, “que estrangulou a economia da ilha nos últimos 2 anos, também já está resolvido através do fretamento do navio ‘Thor Assister’, que tem capacidade para realizar as ligações marítimas de mercadorias entre a ilha do Corvo e o exterior, mesmo em condições do estado do mar muito adversas”.

A coligação diz, que “o esforço que o Governo Regional está a fazer no sentido de dar um novo impulso ao desenvolvimento da ilha do Corvo deve ser acompanhado e complementado por uma gestão autárquica mais ambiciosa e eficaz, algo que, com toda a evidência, não está a suceder na atualidade”, razão pelo qual os três partidos resolveram encetar o presente projeto determinados a conquistar a mais pequena de todas as autarquias açorianas.

© PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s