COVID-19: BE/AÇORES QUER ESCLARECIMENTOS DO PRESIDENTE DO GOVERNO SOBRE INCUMPRIMENTO DAS REGRAS SANITÁRIAS POR RESPONSÁVEIS POLÍTICOS NA TERCEIRA

O Bloco de Esquerda quer esclarecimentos do presidente do Governo Regional dos Açores sobre a presença de dois responsáveis políticos num evento taurino na ilha Terceira, em que “ambos não cumpriram as mais básicas regras sanitárias em vigor”, alertando para “a mensagem contraditória que esta atitude transmite para a população”.

Em causa estão imagens que vieram a público nas redes sociais que mostram o secretário regional da Agricultura e do Desenvolvimento Rural e o diretor regional da Cultura num espaço fechado, com mais de 40 pessoas sem máscara e sem distanciamento, a assistir a cantigas ao desafio, na ferra da ganadaria Francisco Pereira, no passado dia 19 de junho.

Na nota hoje enviada às redações, o BE/Açores considera que “o desrespeito de regras por parte dos membros da própria entidade que as estabelece – o Governo Regional – pode gerar um sentimento de incompreensão por parte da população e passa uma mensagem totalmente contraditória àquela que tem sido veiculada insistentemente há mais de um ano”.

“Os membros do Governo não podem aparecer em vídeos de sensibilização para cumprimento de regras sanitárias num dia, e no dia seguinte participarem em eventos sem cumprir estas mesmas regras”, lê-se.

Por isso, o BE/Açores entregou hoje na Assembleia Regional um requerimento com perguntas com pedido de resposta escrita, onde questiona se o presidente do Governo, José Manuel Bolieiro, teve conhecimento “do incumprimento das medidas obrigatórias por parte do Secretário Regional da Agricultura e do Diretor Regional da Cultura”, e como se justifica esta atitude por parte destes responsáveis políticos, que “deviam ser os primeiros a dar o exemplo”.

O requerimento subscrito pelo deputado António Lima e pela deputada Alexandra Manes, pergunta ainda se o “Governo Regional irá retratar-se publicamente por este incumprimento” e que diligências serão tomadas “no sentido de evitar que esta situação se repita em ocasiões futuras”.

O BE/Açores recorda que, “desde que foi decretado o fim do estado emergência, o Governo Regional dos Açores tem declarado todos os concelhos da Ilha Terceira como em situação de alerta, e que mesmo nos concelhos classificados como sendo de “muito baixo risco” de transmissão do vírus SARS-COV 2 estão em vigor regras de prevenção da disseminação do vírus, entre as quais a limitação de ajuntamentos na via pública de um número máximo de 10 pessoas, exceto se forem do mesmo agregado familiar, a limitação da lotação máxima de três quartos da capacidade dos estabelecimentos como restaurantes e cafés, ou a limitação da presença de público em eventos culturais e competições desportivas a um terço da respetiva lotação, garantindo as regras de distanciamento social”.

“Está ainda em vigor a obrigação de utilização de máscara na via pública sempre que o distanciamento físico recomendado pelas autoridades de saúde regionais se mostre impraticável”, lembra.

“A atitude destes responsáveis políticos é inaceitável perante os sacrifícios a que a população tem sido sujeita ao longo de mais de um ano para combater a pandemia”, critica.

© GI-BE/A | Foto: Rui Sousa | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s