PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA DEFENDE QUE PODER LOCAL É ATIVO INSUBSTITUÍVEL NA RECUPERAÇÃO DAS SUAS COMUNIDADES

O presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, Luís Garcia, defendeu esta sexta-feira, na ilha Terceira, que “o poder local é um ativo importante e insubstituível” na fase de recuperação e reconstrução do tecido social e económico das suas comunidades, na sequência da crise provocada pela situação pandémica.

O presidente da parlamento açoriano, que se encontra em visita oficial à Terceira, esteve nos Paços do Concelho dos dois municípios terceirenses, tendo reunido de manhã com o presidente da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo e de tarde com o presidente da Câmara da Praia da Vitória, reconhecendo “o papel que o poder local tem tido neste período difícil de pandemia” e agradecendo o apoio dado a pessoas, instituições e empresas.

Se o poder local “tem sido muito importante para este momento que atravessamos, acredito que também será muito importante para a fase seguinte: a recuperação económica e social”, afirmou o Luís Garcia, sublinhando a urgência de nos prepararmos para ela.

“Mais do que recuperação há, em muitos domínios, uma necessidade de reconstrução, e nisso o poder local, dada a proximidade e conhecimento do terreno que tem, é um ativo muito importante e insubstituível”, afirmou, insistindo ainda na necessidade da “boa aplicação dos fundos comunitários” que vão chegar da União Europeia.

“É nossa obrigação, é nossa responsabilidade, de todos os poderes, de todos os intervenientes neste processo, fazer com esses fundos uma boa aplicação, procurando nalguns domínios resultados diferentes”, sustentou, defendendo também que “o modelo de aplicação seja um modelo mais participado e mais abrangente, desde logo na repartição destes fundos”.

A visita do presidente da Assembleia Regional à Terceira insere-se numa ronda de visitas oficiais pelas nove ilhas dos Açores, que arrancou com a visita ao Corvo, com vista a promover a “política de proximidade” que definiu com um dos “objetivos estratégicos” da sua presidência.

“O Presidente do Parlamento deve ir ao encontro das instituições e dos cidadãos”, afirmou o Luís Garcia, no final de uma visita às instalações da Delegação da Assembleia Legislativa em Angra do Heroísmo, onde ouviu também as preocupações dos Deputados eleitos pelo círculo eleitoral da ilha Terceira.

A viagem oficial à Terceira, ficou ainda marcada pela primeira participação do presidente da Assembleia Legislativa na cerimónia do 10 de Junho organizada pelo Representante da República para os Açores, que este ano teve lugar na Praça Velha, precisamente em frente aos Paços do Concelho de Angra do Heroísmo.

© GI-ALRAA | Fotos: GI-ALRAA | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s