COVID-19: RABO DE PEIXE CONTINUA COM CERCA SANITÁRIA

O Governo Regional dos Açores decidiu manter a cerca sanitária existente na vila de Rabo de Peixe devido à pandemia de covid-19, ressalvando que poderá ser levantada “a qualquer momento”.

“Quanto em concreto à vila de Rabo de Peixe, mantém-se a cerca sanitária circunscrita em vigor. Os números dos casos positivos nos últimos sete dias assim o obrigam”, avançou hoje o secretário regional da Saúde e Desporto, Clélio Meneses, numa conferência de imprensa, em Angra do Heroísmo.

A vila de Rabo de Peixe está desde 15 de janeiro sujeita a cerca sanitária, embora o perímetro já tenha sido reduzido por duas vezes, situando-se agora no “território a norte da Rua da Praça e na Rua da Nossa Senhora de Fátima, incluindo o bairro situado nas ruas Francisco Andrade e Afonso Maria Tavares”.

A localidade tem atualmente 53 casos positivos ativos de infeção pelo novo coronavírus que provoca a doença covid-19, tendo sido detetados 48 novos casos desde 26 de fevereiro.

“Os critérios são fundamentalmente a avaliação da transmissão comunitária, o índice de transmissibilidade e sobretudo o número de casos novos nos últimos sete dias. Tendo em conta esta avaliação não podia deixar de se tomar a medida de manutenção da cerca sanitária circunscrita na vila de Rabo de Peixe”, justificou Clélio Meneses.

De acordo com o comunicado diário da Autoridade de Saúde hoje foram detetados apenas dois casos positivos de covid-19, ambos em S. Miguel e no concelho da Ribeira Grande, sendo que um deles foi na vila de Rabo de Peixe.

No sistema de níveis de risco epidemiológico implementado pela ASR e com publicação semanal à quinta-feira, o concelho da Ribeira Grande é o único nos Açores com “Alto Risco”, já que foram diagnosticados nos últimos 7 dias 149 casos positivos. Estes números advém sobretudo dos casos diagnosticados na vila de Rabo de Peixe, que mantendo-se com cerca sanitária, faz com que o Governo Regional aplique ao concelho as medidas previstas para os concelhos de “Médio Risco”.

Ainda de acordo com o Boletim Semanal de Risco Epidemiológico, o concelho da Lagoa, ao registar 35 casos nos últimos 7 dias, sobe para “Baixo Risco” enquanto todos os restantes concelhos do arquipélago se situam no nível de alerta de “Muito Baixo Risco”.

Presentemente há nos Açores 79 casos positivos ativos de infeção pelo novo coronavírus que provoca a doença covid-19, dos quais 67 em São Miguel, nove no Pico e três na Terceira.

No total, já foram registados na região 3.907 casos positivos, tendo ocorrido 3.693 recuperação, 29 óbitos. Saíram da região sem estarem curadas 67 pessoas e 39 apresentaram comprovativo de infeção anterior.

© Lusa | Foto: DR | PE