PRESIDENTE DO GOVERNO DEFENDE DIÁLOGO COM PARCEIROS PARA ENCONTRAR SOLUÇÕES PARA A FILEIRA DO LEITE

O presidente do Governo Regional defendeu esta tarde, em Ponta Delgada, o encontro de soluções em conjunto com os parceiros da fileira do leite, numa colaboração que vai de encontro “às estratégias e políticas públicas que o XIII Governo Regional quer promover”.

José Manuel Bolieiro, que falava após receber em audiência a direção da Pronicol, salientou a sensibilidade estratégica do Executivo que lidera, com vista a “encontrar nos parceiros e agentes de desenvolvimento dos Açores capacidade de diálogo e concertação de posições”.

“As políticas públicas que pretendemos desenvolver neste período de programação financeira plurianual da União Europeia, bem como na conjuntura pandémica que vivemos, são auxiliares no sentido financeiro e aportam valor a políticas e estratégias adequadas”, frisou o Presidente do Governo.

José Manuel Bolieiro voltou a realçar a criação de um estudo para avaliar todos os setores da fileira do leite, desde o setor produtivo à sua comercialização, por forma a criar equilíbrio na criação de rendimento e distribuição do mesmo, de modo a que “ao combate às desvantagens possamos aportar vantagens de sustentabilidade do sistema”.

Segundo apontou, o estudo, da responsabilidade da Secretaria Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural, pretende aferir com todos os agentes de desenvolvimento a perceção e o conhecimento da informação para definir um calendário.

Nesse sentido, continuou o governante, “os objetivos e a estratégia têm que ser estruturantes e consolidados, depois os instrumentos e meios serão adaptados aos objetivos, sempre numa perspetiva de diálogo e concertação permanente”.

Apesar de ser um problema antigo, o Presidente do Governo Regional defende ser “fundamental a pluralidade de participação no encontro de soluções, em vez de valorizar muito as posições unilaterais de parte”.

Nesse sentido, espera que o estudo possa estar pronto num espaço de um ano e a iniciar a sua concretização, mas “quanto mais depressa melhor”, defende.

© GaCS/LM | Fotos: GaCS/Miguel Machado | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s