LIVRE/AÇORES: “PROGRAMA DO GOVERNO REVELA AUSTERIDADE EM PREPARAÇÃO”

Segundo o LIVRE Açores, o Programa de Governo da coligação PSD/CDS/PPM, em debate até ao final da semana, na Assembleia Legislativa Regional, “assenta na austeridade, degradará os recursos naturais e agravará as dificuldades de vida dos açorianos”.

Em comunicado, esta quarta-feira enviado aos órgãos de informação, o LIVRE afirma que “as medidas que o governo de direita se propõe aplicar contribuirão para o agravamento das desigualdades e para o crescimento das tensões sociais”, pelo que antevê “um período de austeridade semelhante aquele que o país atravessou de 2011 a 2015”, com outro governo liderado pelo PSD.

Segundo o LIVRE, apesar do Governo reconhecer a grave situação social e ambiental do arquipélago, a proposta de programa “segue a falhada receita neoliberal: assegurar os lucros dos investidores, apostando que a iniciativa privada e o crescimento económico possam combater a pobreza”, quando diz o partido, “essa receita já foi experimentada e o resultado é exatamente o inverso – aumenta ainda mais o fosso entre ricos e pobres e destrói a coesão social”. Neste domínio, o LIVRE revela-se preocupado com a “concessão à extrema direita”, expressa na vontade de reduzir-se os apoios do RSI, ameaçando “seus beneficiários com fiscalizações no cumprimento da lei”.

Para o LIVRE, este Governo não só “é agressivo para as pessoas”, como se demite da suas responsabilidades, colocando-se “ao serviço do setor privado”, diminuindo as receitas do orçamento regional pela via da redução de impostos sobre o setor privado, propõe-se ainda “desmantelar a administração pública, reduzindo o número de trabalhadores e transferindo para a esfera privada infraestruturas e serviços públicos”.

Em termos do universo eleitoral, os partidos que integram o atual Governo representam apenas 22% dos eleitores, diz o Livre, pelo que “os açorianos devem ser consultados nas alterações estruturantes que o Governo se propõe implementar, desde as propostas de revisão constitucional à aplicação das verbas extraordinárias da UE, passando pela restruturação do setor público empresarial regional”.

O LIVRE faz notar, que o próprio Governo que afirma ter um “projeto [de] democracia participativa”. Nesse sentido, o partido desafia José Manuel Bolieiro, a submeter “estas propostas a análise por uma Assembleia de Cidadãos, e leve as conclusões a referendo”.

O LIVRE Açores defende que o futuro da Região está numa economia da cooperação e da solidariedade, que seja justa para todos e regeneradora da degradação ambiental.

“Este Programa de Governo vai instaurar um regime austeritário, degradando os recursos naturais e agravando as dificuldades com que vive a maioria dos açorianos”, finaliza o comunica de imprensa do LIVRE Açores.

© LA | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s