REGIONAIS 2020: É “POSSÍVEL E URGENTE” FAZER DIFERENTE PELOS AÇORES, DEFENDE BOLIEIRO

O presidente do PSD/Açores e cabeça de lista pelo círculo eleitoral de S. Miguel defendeu que é “possível e urgente” fazer diferente na governação da Região, alegando que “o mesmo caminho para as mesmas opções produz sempre os mesmos resultados”.

“É possível, é preciso e é urgente fazer diferente. Queremos para os Açores um verdadeiro desenvolvimento, mais consistente e mais consequente. O desenvolvimento económico requer um governo orientado para o desenvolvimento. Deve criar um contexto propenso ao investimento das empresas privadas”, afirmou José Manuel Bolieiro, na apresentação do programa eleitoral e de governo do PSD/Açores, no passado sábado, 26 de setembro, no Coliseu Micaelense, em Ponta Delgada, para o sala com cerca de 100 militantes devido às restrições impostas pela pandemia COVID-19.

O líder social-democrata lembrou que os 24 anos de poder socialistas no arquipélago “não deram bons resultados de progresso”, salientando que “os milhões recebidos, se fossem bem geridos, podiam e deviam ter gerado, combatendo a pobreza, criando riqueza, emprego e desenvolvimento”.

“A taxa de abandono escolar é mais do dobro da registada a nível nacional. Os açorianos vivem, em média, menos 3 anos do que a média nacional. Todas as ilhas dos Açores registam um poder de compra per capita inferior à média nacional. Nos Açores, há dez beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI) por cada 100 residentes. Este rácio está acima do observado a nível nacional, três em cada 100 residentes. Ora, do que precisamos é de outra realidade e ela precisa de uma outra governação”, frisou.

Face a estes dados estatísticos, José Manuel Bolieiro concluiu que “o mesmo caminho para as mesmas opções produz sempre os mesmos resultados”.

“Não nos podemos conformar com as realidades que as estatísticas objetivas e independentes evidenciam no presente, após o mesmo modelo de governação durante 24 anos consecutivos”, disse.

Segundo o candidato social-democrata, “importa que o nosso povo transforme o medo da mudança, em coragem e ousadia pelos Açores do futuro”.

“Queremos recuperar a confiança dos açorianos na política. A política como um nobre exercício do bem comum. Já o disse e volto a reafirmá-lo: o superior interesse da Região tem de ficar sempre acima – e muito acima – da conservação partidária do poder”, sublinhou.

No programa eleitoral e de governo que o PSD/Açores apresenta para as próximas eleições regionais de 25 de outubro intitula-se “Agenda de governação 2020-2030”, defende-se uma desgovernamentalização e descentralização, a par de maior liberdade e independência e avanços no campo digital.

“A candidatura que assumimos à presidência do governo da Região Autónoma dos Açores, em nome e representação do PSD/Açores, justifica-se pelo valor democrático da afirmação de uma alternativa de governação. Uma alternativa que seja geradora de alternância do poder”, refere o documento.

Foto: © PSD-A | PSD-A/PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s