QUATRO RIBEIRAS: MONUMENTO DE HOMENAGEM ÀS VÍTIMAS DO ACIDENTE DE 14 DE MAIO DE 2019

Da autoria de um filho da freguesia, Jorge Rocha, foi na passada quinta-feira, 14 de maio de 2020, inaugurado um monumento, mandado erguer pela Junta de Freguesia das Quatro Ribeiras, de homenagem às vítimas do trágico acidente de viação que ocorreu naquela freguesia há precisamente um ano.

Dadas as circunstâncias de pandemia que se vivem, a cerimónia de inauguração decorreu sobre fortes medidas de distanciamento social e proteção individual e com poucos populares a assistir, tendo as autoridades assumido o compromisso de que, quando tal for possível, será realizada, no local do acidente, uma cerimónia aberta a toda a população.

Ainda assim, marcaram presença diversas autoridades políticas, sociais, religiosas, militares, de socorro e proteção civil, nomeadamente o vice-presidente do Governo Regional, o bispo e o vigário geral da Diocese de Angra, os elementos do executivo camarário da Praia da Vitória e da Junta de Freguesia das Quatro Ribeiras, os comandantes dos bombeiros da Praia da Vitória e Angra do Heroísmo e da PSP, entre outras autoridades.

Depois de descerrada a placa de inauguração do monumento, o bispo D. João Lavrador procedeu à sua bênção e as autoridades municipais e locais prestaram homenagem às vítimas depositando junto ao mesmo coroas de flores, tendo-se realizado ainda um minuto de silêncio e um momento musical protagonizado por Jéssica Silva e Evandro Meneses que interpretaram “Avé Maria” de Schubert.

ACIDENTE

Na tarde/noite de 14 de maio de 2019, por volta das 20:29, uma viatura despistou-se e provocou o atropelamento de várias pessoas que integravam uma procissão com cerca de 50 fiéis em honra de Nossa Senhora de Fátima, na freguesia das Quatro Ribeiras.

Do acidente resultaram 15 vítimas (10 do sexo feminino e 5 de sexo masculino), das quais 2 mortais, 4 feridos graves e 9 feridos ligeiros.

A tradicional procissão de velas realiza-se anualmente a 13 de maio – Dia de Nossa Senhora de Fátima — mas por indisponibilidade do pároco local a mesma fora adiada para o dia seguinte.

O lamentável acidente ocorreu quando a procissão seguia na direção da igreja onde celebrar-se-ia a missa, e uma viatura desgovernada abalroou as pessoas que seguiam atrás, ceifando a vida a duas mulheres de 68 e 84 anos.

O condutor do veículo, um homem de 32 anos que vivia na freguesia vizinha, foi sujeito a testes pelas autoridades policiais não acusando consumo de álcool nem de substâncias psicoativas.

O acontecimento colocou a pacata freguesia das Quatro Ribeiras em total estado de consternação, algo que ainda hoje recordam com profundo tormento, mas não beliscou em nada a sua inabalável fé.

Foto: © GC-MPV | GC-MPV/PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s