GREVE DOS ESTIVADORES NO PORTO DE LISBOA AFETA LIGAÇÃO AO PORTO DA PRAIA DA VITÓRIA

© Rui Sousa

Segundo a secretária regional dos Transportes e Obras Públicas, Ana Cunha, a greve dos estivadores no porto de Lisboa não causará “constrangimentos de maior” nos Açores, mas afeta a ligação ao porto da Praia da Vitória.


A secretária regional dos Transportes e Obras Públicas afirmou hoje que o Governo dos Açores tem acompanhado “muito de perto” a greve dos estivadores afetos ao Sindicato dos Estivadores e Atividade Logística no Porto de Lisboa, adiantando que não se preveem “constrangimentos de maior” no abastecimento à Região.

Ana Cunha, em declarações à comunicação social à margem da visita estatutária do Governo à ilha Graciosa, frisou que solicitou atempadamente ao Governo da República a fixação de serviços mínimos “para garantir o abastecimento regular, contínuo e normal da Região”, sendo que o despacho emanado pelo Governo da República fixou uma carga e descarga semanal para os Açores.

A titular da pasta dos Transportes adiantou que o Governo dos Açores tem estado “em contacto permanente com os armadores da cabotagem insular que operam na Região e, neste momento não se preveem constrangimentos causados pela greve que não sejam aqueles que já têm acontecido, de um ou outro dia de atraso, já provocado pelos plenários dos sindicatos que têm sido realizados nas semanas que antecederam a greve”.

“É uma greve que terá algum impacto, naturalmente, e o que nós temos feito é acompanhar de perto, junto dos armadores, a situação, ver em que dias é que estão a prever carregar e, nomeadamente, o cumprimento desse serviço mínimo”, disse.

A Secretária Regional lembrou que esta greve afeta apenas a ligação ao Porto da Praia da Vitória.

“Isto é apenas num porto, naquele que opera o Sindicato dos Estivadores e da Atividade Logística e afeta, à partida, um armador. Os outros dois não serão e nem sofrerão constrangimentos”, salientou.

“O Governo dos Açores tem acompanhado a situação muito de perto, quer aquando da fixação de serviços mínimos, pedindo precisamente à República que o fizesse e em determinados termos, quer agora junto dos armadores, para ir acompanhando, semana a semana, o cumprimento desses serviços mínimos e para que não haja constrangimentos para a Região”, frisou Ana Cunha.

A Secretária Regional sublinhou que esta greve não afeta o tráfego local, não se prevendo, neste momento, “nenhum constrangimento que não sejam aqueles que têm sido os meteorológicos”.

“Como sabem, tivemos um mês de dezembro muito complicado, janeiro já não foi tanto, isto no que se refere ao Grupo Ocidental”, disse, acrescentando que ainda esta terça-feira “o ‘Malena’ escalou o Porto das Lajes das Flores e, do que temos reporte, em termos de acompanhamento, correu tudo normalmente e até há uma satisfação generalizada com o abastecimento”.

A secretária regional adiantou ainda que a ilha do Corvo será abastecida “por volta do dia 25 ou 26 deste mês, também através da Barcos do Pico”, acrescentando que, tratando-se de tráfego local, “não está minimamente condicionado por esta greve, não se preveem constrangimentos no Grupo Ocidental, nem no Grupo Central”.

A greve dos estivadores do porto de Lisboa, decorre de hoje até 09 de março, e foi decretada pelo SEAL – Sindicato dos Estivadores e Actividade Logística, na sequência de propostas do patronato (A-ETPL — Associação de Empresas de Trabalho Portuário de Lisboa) em reduzir o salário em 15%, depois de ter pago 390 euros pelo trabalho prestado nos últimos 45 dias, alegando dificuldades financeiras.

Foto: © Rui Sousa | GaCS/HB/PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s