PORTO DAS LAJES DAS FLORES VAI RECEBER DOIS NOVOS EMPILHADORES NO ÂMBITO DOS PREJUÍZOS DECORRENTES DA PASSAGEM DO FURACÃO LORENZO

A Secretaria Regional dos Transportes e Obras Públicas, através da Portos dos Açores S.A., procedeu à aquisição de dois empilhadores telescópicos para o Porto das Lajes das Flores, no âmbito dos prejuízos decorrentes da passagem do furacão Lorenzo.

O fornecimento dos equipamentos foi adjudicado à empresa MPO – Máquinas Portuárias, S.A., pelo valor de cerca de 799 mil euros, ao qual acresce o IVA à taxa legal.

O caderno de encargos prevê que a primeira das empilhadora seja entregue no Porto de Lisboa ou no Porto de Leixões até ao final deste ano, com embarque no primeiro navio porta contentores da linha regular para os Açores que tenha como destino o Porto da Praia da Vitória.

O segundo equipamento será entregue até ao final do primeiro trimestre de 2020, também no Porto da Praia da Vitória.

PROCEDIMENTO PARA EMPREITADA DE PROTEÇÃO DE EMERGÊNCIA AO TERRAPLENO E CAIS FOI HOJE LANÇADO

O procedimento para a empreitada de proteção de emergência ao terrapleno portuário e ao cais A -5 m (zh) do Porto das Lajes das Flores, na sequência dos prejuízos decorrentes da passagem do furacão Lorenzo, foi hoje lançado, com convites a cinco empresas para apresentação de propostas.

Esta empreitada, lançada através da empresa Portos dos Açores S.A., tem um preço base de 19 milhões de euros e um prazo de 18 meses para a sua conclusão.

A intervenção a realizar, que surge na sequência da conclusão dos diversos estudos e projetos de execução entretanto elaborados, contempla obras que se destinam a proteger o terrapleno portuário (parque de contentores, área de desconsolidação de cargas, estacionamento dos equipamentos portuários e outros) e, consequentemente, também a zona operacional do cais – 5 m (ZH), de modo a garantir as condições mínimas de segurança e operacionalidade para permitir o abastecimento à ilha por via marítima.

O período de inverno reforça a urgência na execução desta proteção, acentuando-se a suscetibilidade de ocorrerem ainda mais danos no resto da infraestrutura existente, potenciando também a perigosidade para pessoas e bens.

GaCS/SRTOP/PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s