CÂMARA DA PRAIA EXTINGUE ESTACIONAMENTO TARIFADO AOS SÁBADOS E REDUZ DUAS HORAS NOS DIAS ÚTEIS

Novas regras entram em vigor a partir de 01 de dezembro e são definitivas

A partir do próximo dia 01 de dezembro, o estacionamento tarifado no centro urbano da Praia da Vitória deixa de existir aos sábados e reduz duas horas nos dias úteis, aplicando-se apenas no período compreendido das 08:00 às 16:00. Estas alterações resultam da renegociação do contrato com a empresa concessionária do serviço de parquímetros e segundo o presidente da edilidade, Tibério Dinis, visam “dinamizar o comércio no centro histórico da Praia e manter o equilíbrio de proteção aos moradores da Cidade”.


A Câmara Municipal da Praia da Vitória renegociou o contrato com a empresa concessionária da gestão dos parquímetros no centro histórico da Cidade, o que permitirá que, a partir do próximo dia 1 de dezembro, este serviço termine definitivamente aos sábados e, durante a semana, passe a vigorar só até às 16h00.

Segundo Tibério Dinis, Presidente da Câmara, “esta renegociação têm dois objetivos fundamentais, nomeadamente, dinamizar o comércio no centro histórico da Praia e manter o equilíbrio de proteção aos moradores da Cidade”.

Esta medida tem carácter definitivo e entrará em vigor a partir da próxima semana, passando, o estacionamento automóvel no centro da Praia da Vitória, a ser tarifado só entre as 8h00 e as 16h00, de segunda a sexta-feira (até agora o período era entre as 8h00 e as 18h00), enquanto aos sábados não serão mais cobrados parquímetros no período da manhã.

“Criando maior atratividade para o centro da cidade, pois haverão menos preocupações com o tempo que se leva a fazer compras ou a recorrer a serviços diversos, mantemos também a proteção aos moradores, o que é fundamental para a Câmara Municipal”, frisa o edil.

“Com esta renegociação do contrato o que a Câmara Municipal faz é, por exemplo, aos sábados, considerando que há menor fluxo de procura de lugares de estacionamento, porque praticamente todos os serviços estão encerrados (falo de serviços municipais, bancos, escolas, entre outros), estimular o acesso de todos os cidadãos ao centro histórico, estimulando as compras no nosso comércio local”, diz Tibério Dinis.

O Autarca justifica também a redução em duas horas do estacionamento tarifado durante dos dias úteis com “a necessidade de permitir que todos aqueles que saem dos seus serviços a partir das 16h00 possam aceder ao centro histórico sem preocupações com parquímetros, o que, estamos certos, dará uma nova dinâmica, pois permite um acesso rápido e sem custos acrescidos para compras, ida a serviços variados, ou até só para desfrutar da Cidade”.

Tibério Dinis salienta que a alteração agora introduzida ao sistema de funcionamento dos parquímetros “é mais uma medida que resulta dos Fóruns Pensar a Cidade do Futuro que este executivo municipal implementou no início do mandato, ouvindo e pensando com a sociedade civil praiense as políticas que contribuam para a dinamização e desenvolvimento da Praia da Vitória”.

Aliás, neste sentido, importa recordar que esta alteração aos parquímetros surge já depois de terem sido feitas várias modificações ao nível da circulação do trânsito automóvel no centro da Praia, que permitiram uma melhor fluidez e acesso, bem como depois do início da operação do Praia da Vitória Bus, serviço de miniautocarro que liga o centro da Praia ao Aeroporto das Lajes, com passagem pelas escolas da Cidade e por todas as unidades de alojamento e turismo do centro”.

Relativamente ao serviço de miniautocarro, o Presidente do Município praiense recorda que “até ao final deste ano, o mesmo se encontra em fase experimental” e que, “muito brevemente, serão anunciados ajustes à operação do Praia da Vitória Bus, que tem registado números muito positivos de utilizadores”.

Segundo Tibério Dinis, “as alterações que temos vindo a implementar, nomeadamente ao nível do trânsito e estacionamento, bem como a recente aprovação do Regulamento Municipal Viver e Investir na Praia da Vitória (que engloba um conjunto alargado de incentivos e apoios a quem pretende reabilitar imóveis para habitação própria ou instalar negócios no centro histórico da Cidade), para além de resultarem da nossa abertura às propostas e contributos da sociedade civil e empresarial locais, concretiza o compromisso que assumimos com os Praienses de dinamização do centro histórico da nossa Cidade”.

GC-MPV/PE