MUNICÍPIO DA PRAIA ASSOCIOU-SE AO EXERCÍCIO NACIONAL “A TERRA TREME”

Ação de sensibilização para o risco sísmico

Anualmente a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil leva a efeito o exercício “A Terra Treme” destinado a sensibilizar a população sobre como agir, antes, durante e depois da ocorrência de um evento sísmico. Este ano, a Câmara Municipal da Praia da Vitória associou-se à iniciativa numa ação que decorreu na Escola EB1/JI de Santa Luzia, freguesia de Santa Cruz.

No âmbito da sensibilização da população sobre como agir antes, durante e depois da ocorrência de um sismo, a Câmara Municipal da Praia da Vitória associou-se, esta sexta-feira, 15 de novembro, ao exercício “A Terra Treme”, organizado anualmente pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.

A ação, que envolveu o Serviço Municipal de Proteção Civil e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Praia da Vitória, decorreu na Escola EB1/JI de Santa Luzia, freguesia de Santa Cruz.

Raquel Borges, quer “uma sociedade ativa em matéria de proteção civil”

Segundo a Vereadora com competência delegada na área da Proteção Civil, Raquel Borges, “aderimos a esta iniciativa organizada pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil com a finalidade de contribuirmos para uma sociedade mais preparada para os procedimentos necessários em situações de catástrofes, em particular com incidência nas faixas etárias mais novas, dado que estas são proactivas na sensibilização para uma sociedade ativa em matéria de proteção civil”.

“Neste sentido, às 10h15, de hoje, foi simulada a ocorrência de um sismo na Escola, com a duração de 1 minuto, que permitiu às 18 crianças exercitar os 3 gestos que podem salvar vidas, nomeadamente baixar, proteger e aguardar. Foi, ainda, possível treinar os procedimentos de evacuação até ao Ponto de Encontro, bem como testas as ações de intervenção atribuídas aos funcionários da Equipa de Segurança”, explicou.

Desta forma, foi possível colaborar na implementação das Medidas de Autoproteção da EB1/JI de Santa Luzia, assim como dotar a comunidade educativa de competências como agir antes, durante e após um sismo, considerando que as crianças são indispensáveis transmissores de uma cultura de prevenção à família e à comunidade onde residem, bem como importantes agentes de mudança”, acrescentou.

“O Município da Praia da Vitória entende o trabalho desenvolvido ao nível da autoproteção deve ser contínuo, a fim de salvaguardar o bem-estar de cada um de nós nestas situações. Sabemos que a proteção civil envolve todos, pelo que é necessário desenvolver toda uma política de ação que nos proteja a todos”, finalizou a autarca.

GP-MPV/PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s