MAU TEMPO CAUSOU PREJUÍZOS DE QUATRO MILHÕES DE EUROS NA REDE VIÁRIA REGIONAL

A Secretaria Regional das Obras Públicas e Comunicações do Governo dos Açores, informou esta segunda-feira que, “em virtude de recentes condições climatéricas muito adversas em termos de pluviosidade, foram registados, após levantamento exaustivo dos serviços, prejuízos de quatro milhões de euros na rede viária regional”.

Na nota enviada às redações, diz o Governo que, no que respeita a São Miguel, “estas condições climatéricas fizeram-se sentir, com especial incidência, no dia 4 de outubro, na zona poente da ilha (concelho de Ponta Delgada), e no passado dia 23 de novembro, na zona nascente da ilha (concelho do Nordeste)”.

Como consequência direta, “a rede viária regional inserida nestes quadrantes da ilha sofreu avultados danos que estão a provocar condicionalismos na mobilidade automóvel”.

“Assim, por força da ocorrência de estragos significativos na plataforma da E.R. nº 1-1ª entre Mosteiros e lugar de João Bom, no concelho de Ponta Delgada, este lanço de estrada encontra-se condicionado com suprimento de uma das vias, em dois troços”, acrescenta a nota.

Por sua vez, no concelho de Nordeste, o Governo diz que, “devido a danos ocorridos em infraestruturas de drenagens pluviais, existem dois troços da E.R. nº1-1ª interditos ao trânsito, nomeadamente a Estrada Regional no interior da freguesia da Achadinha e a Estrada Regional no interior da freguesia de Santana (Feteira Pequena)”.

Ainda no concelho de Nordeste, a denominada “estrada da Tronqueira encontra-se encerrada ao trânsito devido ao colapso de um troço da plataforma da estrada”.

No que diz respeito às restantes ilhas do arquipélago, o Governo informa que “registaram-se, ainda, condições climatéricas muito adversas na Ilha do Faial, com especiais danos registados na E.R. nº 1.1ª, freguesia de Castelo Branco, zona da Lombega e na E.R. nº 1-2ª entre Largo Jaime Melo e Ribeira do Cabo, esta última com trânsito condicionado, e com menor intensidade nas demais ilhas dos Açores”.

“A Secretaria Regional das Obras Públicas e Comunicações já iniciou procedimentos, por motivos de urgência imperiosa, conducentes à reabilitação da rede viária afetada, estando já a ocorrer intervenções de minimização e de reconstrução de alguns troços afetados”, informa por último a nota.

© GRA | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s