DIREÇÃO REGIONAL DA SAÚDE “A ACOMPANHAR” CONTAMINAÇÃO EM SETE ZONAS BALNEARES NOS AÇORES

A Direção Regional da Saúde disse hoje que está “a acompanhar a situação” das zonas balneares contaminadas com bactérias e interditadas nos Açores, sendo conhecidas sete situações em três ilhas.

Em resposta escrita à agência Lusa, o diretor regional da Saúde dos Açores, Berto Cabral, disse que aquela entidade “está a acompanhar a situação, e atuará consoante o evoluir da mesma”.

A Lusa apurou, junto de várias entidades locais, que foram interditadas a banhos, devido a contaminação da água por bactérias, as zonas balneares do Lenho e Foz da Ribeira (Nordeste) e de Santa Bárbara e Monte Verde (Ribeira Grande), na ilha de São Miguel, as da Madalena e do Porto da Areia Funda, no Pico, e a dos Portinhos da Fajã Grande, na Calheta de São Jorge.

Berto Cabral esclareceu que este é um assunto da competência dos delegados de saúde locais, que tomaram as decisões “de acordo com as ocorrências registadas”, e as autarquias também “estão a cumprir, na afixação de avisos, na [transmissão] da mensagem à população” e na “busca de soluções para os problemas detetados”.

Berto Cabral espera que, “nos próximos dias, seja possível determinar a causa ou as causas dos problemas detetados nas praias através das análises, aguardando-se a contra-análise em cada uma delas, para reconfirmar as situações”.

O diretor regional da Saúde recomenda “que as pessoas respeitem os avisos e informação afixada pelas delegações de saúde e pelas autarquias, para evitar quaisquer complicações para a saúde”.

Por causa da bactéria E.Coli, foram interditadas na quinta-feira as praias de Santa Bárbara e Monte Verde, no concelho da Ribeira Grande, em São Miguel, e as zonas balneares da Madalena e do Porto da Areia Funda, no Pico, e dos Portinhos da Fajã Grande, na Calheta de São Jorge.

A Lusa confirmou esta sexta-feira à tarde, junto do vice-presidente da Câmara Municipal do Nordeste, Marco Mourão, que também as zonas balneares do Lenho e Foz da Ribeira, no concelho do Nordeste, em São Miguel, foram interditadas a banhos, depois de ter sido detetada a bactéria fecal ‘enterococcus’

O autarca garantiu que as entidades competentes já estão “a percorrer essas zonas balneares, no sentido de tentar perceber os motivos”.

Marcou Mourão avançou ainda que a “Direção Regional dos Assuntos do Mar já procedeu a nova recolha de amostras”, mas só na segunda-feira serão conhecidos os resultados”.

© Lusa | Foto: SRSD | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s