AUTÁRQUICAS 2021: JOANA BETTENCOURT QUER DEVOLVER “VIDA” À PRAIA DA VITÓRIA COM POLÍTICAS DE PROXIMIDADE

A primeira candidata do BE/Açores à Câmara Municipal da Praia da Vitória, Joana Bettencourt, nas eleições do próximo dia 26 de setembro, quer devolver a “vida” ao concelho da Praia da Vitória com políticas de proximidade que permitam dinamizar o centro da cidade e, ao mesmo tempo, fixar população nas várias freguesias.

Joana Bettencourt falava ao fim da tarde desta sexta-feira, no miradouro da Boavista, na apresentação oficial da sua candidatura que contou com a presença do coordenador regional do partido António Lima.

Para a bloquista, a reabilitação das escolas do ensino primário nas freguesias do concelho é um dos exemplos concreto desta estratégia no sentido de alcançar o objetivo traçado.

“Desenvolver o município de uma ponta à outra sem deixar ninguém para trás” é outro dos objetivos desta candidatura, por isso, o combate às desigualdades sociais, o reforço dos apoios sociais e o reforço dos serviços públicos são prioridades do Bloco, porque “qualquer pessoa tem direito a respostas públicas de qualidade”, disse, citada na nota enviada às redações.

Joana Bettencourt apontou ainda a aposta em “transportes públicos de qualidade em todo concelho, reduzindo tarifas, no caminho da gratuitidade dos serviços de transportes urbanos”, a promoção de uma “cultura de desperdício zero nos serviços municipais e uma recolha seletiva de resíduos porta a porta”, a “criação de sistemas de bicicletas partilhadas e a organização do espaço público para a proteção dos utilizadores mais vulneráveis na via”.

A candidata do Bloco de Esquerda acredita que é este tipo de medidas que pode contribuir para trazer e fixar mais pessoas ao concelho da Praia da Vitória.

Mas além disso, Joana Bettencourt acredita que o porto e o aeroporto da Praia da Vitória têm o potencial para ser a alavanca para o desenvolvimento económico e social do concelho, da ilha Terceira e mesmo dos Açores. “Não podemos deixar estas duas infraestruturas ao serviço dos interesses militares dos norte-americanos, que estão a estrangular o potencial da Praia da Vitória. Queremos requalificá-las e atribuir-lhes uma função em prol do desenvolvimento local! Basta de subserviência!”, disse a candidata.

Na área ambiental e e no que diz respeito ao problema da contaminação dos solos deixada no concelho pelos militares norte-americanos, Joana Bettencourt defende que a autarquia tem que exigir “perante todos os poderes e instituições, para que sejam tomadas medidas concretas no processo de descontaminação de água, solos e subsolos, com vista não só à reabilitação ambiental, como também à mitigação dos problemas de saúde pública”.

“A exigência da descontaminação não pode ser soterrada pelos interesses dos poluidores. As autoridades portuguesas não podem continuar a ter uma atitude complacente para com o poluidor. Até quando as e os praienses e as pessoas que nos visitam correm o risco de beber água poluída?”, questionou.

Por sua vez o coordenador regional do BE/Açores, António Lima, na sua intervenção salientou o facto de esta – como outras candidaturas autárquicas do BE nos Açores – ser liderada por mulheres, quer na lista à câmara, quer na lista à assembleia municipal: “O Bloco de Esquerda leva a sério a igualdade de género”.

O também líder do grupo parlamentar do BE/Açores na Assembleia Regional, salientou as medidas que o Bloco de Esquerda conseguiu alcançar no parlamento dos Açores nos últimos anos que dizem respeito especificamente ao concelho da Praia da Vitória.

“Recordo que, quando centenas de pessoas estavam em risco de ser despejadas, no bairro de Santa Rita, foi o Bloco que apontou o problema e que exigiu uma solução, levando o assunto ao parlamento, e só aí se encontrou uma solução. A autarquia estava a dormir, o governo regional estava a dormir, e foi preciso um partido que ainda nem tem assento na Assembleia Municipal a apontar o problema e a encontrar a solução”, referiu.

António Lima lembrou ainda que o parlamento aprovou uma proposta do Bloco de Esquerda para que uma parte das casas dos bairros Pôr do Sol e Beira-Mar, deixados pelos norte-americanos, fosse destinada a habitação com custos acessíveis para as famílias.

“Este concelho tem muita casa sem gente, e muita gente sem casa, mas nem o atual, nem o anterior governo cumpriram ainda esta recomendação do parlamento”, concluiu.

À presidência da Assembleia Municipal o BE/Açores apresenta como primeira candidata, a atleta de 39 anos, técnica especialista de exercício físico, Ana Oliveira.

Em 2017, o BE/Açores apresentou como candidata a atual deputada, Alexandra Manes, que obteve 1,39% dos votos. Neste ato eleitoral o PS venceu com 55,65%, o PSD arrecadou 30,86%, o CDS-PP 7,84% e o PCP-PEV 0,88%. Registou-se uma abstenção de 50,43%.

© GI-BE/A | Fotos: BE/A | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s