GOVERNO REGIONAL PROMOVE CRIAÇÃO DE VALÊNCIA NA ÁREA DA HIDRÁULICA E OBRAS MARÍTIMAS NO LREC

A Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas destacou hoje a criação no Laboratório Regional de Engenharia Civil (LREC) de uma valência na área da Hidráulica e Obras Marítimas.

Ana Cunha, que falava na abertura de uma ação de formação subordinada a estas áreas, salientou “a complexidade deste tipo de obras, quer em projeto, quer sobretudo depois em obra”, adiantando que “a pertinência deste tema levou-nos a ponderar que, através do LREC, se começasse a trabalhar na criação de uma valência na área da Hidráulica e Obras Marítimas”.

Para a titular da pasta das Obras Públicas, este é “um projeto audacioso, demorado, não é de um dia para o outro que se concretizará”, que considerou ser “importante” para a Região, “estando direcionado para sistemas de caraterização, observação, inspeções, avaliações de riscos associados aos nossos fenómenos naturais, completamente atípicos, em cada uma das ilhas”.

“Sem prejuízo de continuarmos a contar com a preciosa e essencial colaboração do Laboratório Nacional de Engenharia Civil, é uma ideia que, daqui para a frente, estou certa que dará os primeiros passos, e passos bastante seguros”, acrescentou a Secretária Regional.

Ana Cunha saudou o LREC pelo trabalho que tem vindo a desenvolver naquilo que é “a melhoria da formação dos quadros açorianos e de toda a gente que trabalha na área da construção civil e, em especial, na engenharia civil”.

Para a Secretária Regional, “prova desse esforço é a grande adaptação que foi feita agora do plano de divulgação e conhecimento a esta nova realidade, com formações exclusivamente online, continuando a cumprir com a necessidade de responder às necessidades de formação e preparando e atualizando os nossos profissionais neste setor”.

A formação que teve início hoje na temática da Hidráulica e Obras Marítimas, “um tema tão relevante para o nosso arquipélago”, assume “especial importância” nesta altura, segundo a Secretária Regional, lembrando que “existem projetos, obras em curso, em todas as infraestruturas portuárias” das ilhas dos Açores.

Através de ações de formação como a que hoje começou, o Governo dos Açores “continua a trabalhar na divulgação do conhecimento científico, através do LREC”, para dotar a Região com “maior capacidade”, tornando-a “mais resiliente às situações”, salientou.

Nesse sentido, Ana Cunha apontou a necessidade de os Açores terem uma “capacidade de resposta mais rápida a todos aqueles que são os acontecimentos associados às infraestruturas portuárias, que são muitas”.

Foto: © GaCS/SRTOP | GaCS/HB

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s