TERINOV PROMOVE ACESSO DE JOVENS DESFAVORECIDOS À CIÊNCIA

O TERINOV – Parque de Ciência e Tecnologia da ilha Terceira e a Cartas com Ciência lançam projeto piloto “Pergunta a um Cientista” com o objetivo de promover o acesso de crianças e jovens desfavorecidos à ciência.

O TERINOV e a Cartas com Ciência são parceiros na missão social de promover o acesso de crianças e jovens de meios socialmente desfavorecidos à ciência, através do projeto piloto “Pergunta a um Cientista”, lançado em 2021 entre uma turma dos Açores e outra de um dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP). “Através do programa Cartas com Ciência, o TERINOV tem a oportunidade de reforçar a sua missão de levar a ciência à sociedade e, em particular, aos mais novos.”, dá nota o Diretor Executivo do TERINOV, Duarte Pimentel.

Este ano letivo, a turma de Animação de Rua da Cáritas da Ilha Terceira é uma das nove turmas beneficiárias do programa, uma iniciativa que se operacionaliza sobre a forma de uma troca de cartas entre alunos e cientistas, criando oportunidades de diálogo entre cientistas, crianças e jovens. Esta troca dá espaço a conversas duradouras em língua portuguesa, promovendo assim a literacia científica e a mitigação de possíveis preconceitos associados ao ensino superior e a carreiras científicas no geral.

O projeto piloto “Pergunta a um Cientista”, co-promovido pelo TERINOV, envolve as regiões ultraperiféricas dos Açores e Cabo Verde, através da Cáritas da Ilha Terceira e da Associação Cabo-Verdiana para o Progresso da Educação, da Ciência, da Tecnologia e da Defesa do Ambiente.

A iniciativa Cartas com Ciência foi oficialmente lançada no dia 5 de maio de 2020, o primeiro Dia Mundial da Língua Portuguesa, por dois cientistas – a Mariana Alves e o Rafael Galupa. O programa “Pergunta a um Cientista” foi inspirado no projeto americano Letters to a Pre-Scientist, que organiza trocas de cartas com estudantes em escolas americanas em contextos desfavorecidos.

© GC-TERINOV | Foto: TERINOV | PE