PROJETO “AZORESCLOUD” COM DOIS “DATACENTERS” DE NOVA GERAÇÃO

A secretária regional das Obras Públicas e Comunicações adiantou este sábado que está a ser “finalizada a construção de dois ‘data centers’ de nova geração”, que formam a plataforma AzoresCloud, que alojarão os sistemas de informação das entidades públicas que integram o Governo.

“Estamos a finalizar a construção de dois ‘data centers’ de nova geração, que em conjunto formam a AzoresCloud”, disse Ana Carvalho, acrescentando que, para além da implementação de um ‘data center’ em São Miguel, na segunda-feira será colocado um na ilha Terceira.

A governante falava à margem de uma visita às instalações do novo centro de dados da plataforma AzoresCloud, na ilha de São Miguel.

A secretária regional das Obras Públicas e Comunicações, citada numa nota enviada às redações, explicou que os ‘data centers’ são “exatamente idênticos, têm capacidade antissísmica e juntos vão alojar todos os sistemas de informação de todas as entidades públicas que integram o Governo Regional dos Açores”.

“É a primeira vez que a Região vai dispor de uma infraestrutura deste género, dividindo o processamento em 50/50 por cento”, destacou ainda.

Referindo-se à atual infraestrutura tecnológica do Executivo Açoriano, a titular da pasta das Obras Públicas e Comunicações divulgou ainda que esta “é utilizada por cerca de 150 entidades públicas regionais, num universo aproximado de 55. 000 utilizadores”.

“Atualmente existem 129 centros de dados”, frisou a governante, na sua maioria “obsoletos e com uma média de idades superior a 10 anos, sendo agora substituídos pela AzoresCloud”, disse.

Ana Carvalho, citada na mesma nota, lembrou que a plataforma “será executada em 24 meses” e que envolve um investimento de 7,8 milhões de euros, comparticipado a 85 por cento pelo Plano e Orçamento da região para 2022.

A plataforma AzoresCloud vai promover a centralização das infraestruturas computacionais e de suporte de dados do Governo Regional dos Açores, balanceada em dois ‘data centers’ gémeos, localizados em ilhas distintas, cooperantes e que garantam a continuidade de funcionamento em caso de catástrofe, a autonomia das entidades na exploração das suas aplicações e uma maior competitividade a nível tecnológico, desempenho e segurança.

Com a implementação deste projeto será possível ao Governo dos Açores criar uma plataforma computacional de serviços da Administração Pública Regional, de forma a aumentar a eficiência na gestão e níveis de desempenho dos sistemas de armazenamento de dados, fomentando a utilização de serviços em rede na administração pública e melhorar a segurança desses sistemas.

© Lusa | Foto: GRA/MM | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s