GOVERNO DOS AÇORES RECUSA APROPRIAÇÃO DE PROJETO DA OBRA DA ESCOLA DOS ARRIFES

O Governo Regional dos Açores lamentou “o mal-entendido gerado” por um “lapso” numa nota referente à requalificação da Escola Básica dos Arrifes, que levou a uma acusação por parte do PS de “apropriação” de projetos do Governo anterior.

Em causa está um projeto de requalificação da Escola Básica 2/3 dos Arrifes, a que a secretária regional da Educação, Sofia Ribeiro, se referiu, citada em nota de imprensa enviada na segunda-feira, como o “primeiro projeto de raiz” do atual Governo Regional.

De acordo com a nota de esclarecimento enviada esta terça-feira pelo Governo Regional, “a nota à imprensa enviada na segunda-feira “trocou a palavra ‘obra’ por ‘projeto’ nas declarações” da governante.

O comunicado enviado hoje destaca ainda que “a secretária regional refere nas suas palavras o papel do anterior executivo no projeto”.

“Lamentamos o mal-entendido gerado”, afirma o Governo Regional

Este esclarecimento surge depois de a estrutura concelhia de Ponta Delgada do Partido Socialista ter emitido, na terça-feira, um comunicado em que diz que “não pode aceitar que a secretária regional da Educação assuma como seu um projeto iniciado já pelo anterior Governo Regional, da responsabilidade do Partido Socialista”.

Na nota enviada pelo PS lia-se, ainda, que “este é apenas mais um exemplo, de entre os muitos a que já nos habituou este Governo, de que, para além de não terem um projeto e um rumo certo para a Região, se apropriam dos projetos do anterior Executivo, assumindo-os como se fossem seus”.

O projeto de requalificação da Escola Básica 2/3 dos Arrifes é um investimento de 15 milhões de euros, com um prazo de execução de 24 meses, que dotará esta unidade escolar de uma capacidade para acolher 250 alunos do 2.º ciclo e 500 do 3.º ciclo.

Depois da remoção de amianto daquela unidade, está prevista a construção de um edifício de três pisos que terá mais de 35 salas, três laboratórios, uma cozinha, um refeitório, uma mediateca e um auditório com disponibilidade para 124 pessoas.

Na segunda fase da obra, “serão reorganizadas e requalificadas as zonas de recreio” e “construídos novos acessos, assim como uma área destinada a parques de estacionamento”, numa área total de cerca de 16 mil metros quadrados, esclareceu à Lusa fonte da Secretaria Regional da Educação, na segunda-feira.

© Lusa | Foto: JF | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s