“É CONFIANDO NOS AÇORES, NOS AÇORIANOS E NA AÇORIANIDADE, QUE AVANÇAMOS DESTEMIDOS NO FUTURO”, DIZ JOSÉ MANUEL BOLIEIRO

O Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, fez hoje, no Dia da Região Autónoma dos Açores, a defesa da autonomia como a “resposta definitiva” para o desenvolvimento da Região e o bem-estar dos Açorianos.

“É confiando nos Açores, nos Açorianos e na Açorianidade, que avançamos destemidos no futuro. Queremos para os Açores um verdadeiro desenvolvimento, mais consistente e mais consequente”, declarou José Manuel Bolieiro, falando na Assembleia Legislativa Regional, na sessão solene comemorativa do Dia da Região Autónoma dos Açores.

Para o governante, os tempos atuais, de pandemia de covid-19, “são difíceis e desafiantes”, e exigem uns Açores “ainda mais fortes”.

“Mais fortes na nossa unidade! Mais fortes na vontade de vencer! Mais fortes na esperança de superar as dificuldades! Mais fortes na esperança de aproveitar as oportunidades da ciência e das novas tecnologias de investigação e desenvolvimento, associadas à nossa centralidade, à nossa grandeza e enorme potencial ligado ao Espaço e ao Mar. Pode não ser para o curto prazo, mas é com vistas largas que se alcança o horizonte e o longo prazo. É antecipando a partida que se chega mais cedo. É não cedendo aos velhos do restelo que se conquistam inovadoras oportunidades”, disse.

No que refere à pandemia de covid-19, “única razão do formato fechado” da sessão de hoje, José Manuel Bolieiro deixou um “especial cumprimento e um cordial agradecimento a todos os profissionais, empresas e autoridades que têm estado na linha da frente, desde o primeiro dia, a trabalhar para que a vida seja o mais normal possível, a combater e a prevenir a doença, a tratar dos doentes e a cuidar dos mais frágeis”.

O combate à pandemia, reconhece, tem representado “um constante desgaste de famílias, de profissionais, de atividades económicas e de empresas, de meios e de recursos”, mas “apesar de tudo e do cansaço de todos, o comportamento cívico, social e económico tem sido meritório e resiliente”.

E prosseguiu: “As dificuldades não nos devem dividir. Divididos tudo fica ainda mais difícil. Os bairrismos não são a resposta a nenhum problema. Os bairrismos são um problema. Autonomia e unidade são sinónimos”.

O processo de vacinação, sustenta o Presidente do Governo, “é e vai ser o caminho” para a “retoma de liberdade”, e tudo está a ser feito para “vacinar, vacinar e vacinar” os Açorianos.

“A velocidade do processo da vacinação depende primeiro da existência de vacinas e não dependerá só do Governo, nem da capacidade do Serviço Regional de Saúde. Estamos a fazer tudo para acelerar a vacinação e, por ela, alcançar, rapidamente, elevado nível de imunidade comunitária”, sublinhou.

Sobre este campo, mas alargando o âmbito da intervenção, José Manuel Bolieiro lembrou a “insularidade arquipelágica e ultraperiférica” dos Açores e sinalizou que a Região, em que seis das nove ilhas não têm hospital, merece uma “atenção especial e um tratamento diferenciado também na resposta à pandemia”.

“Na realidade, temos de insistir mais e melhor na concretização do conceito europeu de ultraperiferia, conceito aparentemente adormecido e que deve ser revitalizado no quadro político da União Europeia, mas também nacional. Portugal enquanto Estado-Membro, e agora a presidir à União Europeia, tem a sua oportunidade de ouro para liderar este entendimento e capacidade concretizadora. A ultraperiferia é uma condição, mas uma vez reconhecida é também uma oportunidade e uma resposta à solidariedade. A ultraperiferia reforça o que a Autonomia tem por certo.  Somos diferentes e como tal devemos ser reconhecidos e considerados”, defendeu.   

José Manuel Bolieiro elencou ainda algumas das prioridades já postas em marcha pelo Governo Regional dos Açores, nomeadamente a diminuição de impostos, a gratuitidade de creches, o projeto Novos Idosos e a “Tarifa Açores”, já em concretização, e que permitirá a cada passageiro residente viajar entre ilhas por um preço máximo de 60 euros para um percurso de ida e volta.

“Acreditamos na justiça e nos bons efeitos da valorização das carreiras profissionais, e também na diminuição da precariedade dos vínculos laborais, que correspondem a necessidades permanentes de trabalho, em curso, nos profissionais de saúde e docentes. Confiamos na promoção da igualdade e criação de oportunidades para a coesão social. A estratégia de combate à pobreza tem de passar pela dinamização da economia”, prosseguiu.

José Manuel Bolieiro lembrou ainda o atual contexto parlamentar, sinalizando “com orgulho” e “com o sentimento do dever democrático devidamente cumprido, que o figurino da celebração do Dia dos Açores” avançou este ano “e acrescentou a realidade sociopolítica da pluralidade democrática, representada” na Assembleia Legislativa.

“Todas as forças políticas não só marcaram presença, como participaram, proporcionalmente, com testemunho direto expresso nesta evocação. Saúdo, pois, democraticamente, cada Partido Político representado por vontade do Povo no Parlamento e as suas declarações produzidas de entendimento livre”, disse.

E concretizou, dirigindo-se ao povo Açoriano: “Este dia é o nosso dia! É o dia de todos os que vivem e sentem, no coração e na alma, os Açores – os residentes e os que na diáspora pelo mundo não nos esquecem. Como disse Vitorino Nemésio «como as sereias temos uma dupla natureza: somos carne e pedra. Os nossos ossos mergulham no mar». E não são os governos, nem os seus ciclos políticos que a cada momento fundamentam a razão desta nossa identidade e celebração. É a nossa tradição e é a nossa história como Povo que fundamentam a identidade e esta celebração”.

© GRA | Foto: DR | PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s